terça-feira, 21 de setembro de 2010

A mão que faz

Não conta!
Segura a boca.
É melhor a recompensa de lá
A daqui depois nem tu vais lembrar
É melhor não contar
Assim, a cera sai
A cor vem
E presente também!

2 comentários:

  1. Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
    te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
    Um grande abraço e boa leitura!

    ResponderExcluir
  2. A sim! Obrigada por vir por aqui. Também fui ao teu blog uma vez, mas não lembro de ter visto os romences. Vou lá já, já baixá-los! \o/

    Abraço e valeu!

    ResponderExcluir